Produções que usaram o Blender – Parte 1

Olá!
Dessa vez eu venho dar início a uma série de artigos sobre produções que utilizaram o Blender em seu desenvolvimento, e pra inaugurar falarei sobre os curtas da Blender Foundation.

Open Movies

Periodicamente a Blender Foundation realiza projetos de produção de filmes no formato curta-metragem, ou seja, curta duração (Inclusive já fizeram um pequeno jogo, mas isso é assunto para um outro post).

O intuito desses projetos é acelerar o desenvolvimento do Blender, o colocando em ambiente de produção e divulgando a ferramenta. Todos os projetos são financiados por doações dos usuários do Blender e de alguns patrocínios de empresas e governo.
Outra coisa incrível: o projeto é OpenSource, o que significa que qualquer pessoa pode baixar os arquivos utilizados nos filmes e utilizar da maneira que desejar, inclusive fazendo os próprios filmes.
Vamos conhecer as produções.

Elephants Dream

E o primeiro curta a vir ao mundo no ano de 2007 foi Elephants Dream, através do projeto Orange (Laranja).
Curiosidade: cada projeto leva o nome de uma fruta
Neste projeto foram desenvolvidas várias ferramentas de animação de personagem.
Outro grande ganho foi o surgimento de composição baseada em nodes que temos hoje.
Devo assumir que até hoje estou tentando entender esse filme.

 

Big Buck Bunny

Dois anos mais tarde, em 2008 é lançado o filme mais “fofinho” da Blender Foundation, com uma direção de arte inspirada nos filmes da Pixar e um Coelho obeso vingativo. O nome do projeto foi Projeto Peach (Pêssego).
O sistema de partículas que utilizamos para criar cabelo/pelos foi desenvolvido e melhorado neste projeto.
Vejam o resultado.

Sintel

Com o projeto nomeado Durian (uma fruta esquisita), Sintel tinha o propósito de ser ÉPICO, com paisagens incríveis, guerreiros antigos e dragões gigantes.
Durante o projeto foram desenvolvidas e melhoradas as ferramentas de escultura digital, juntamente com o desenvolvimento da versão 2.5 do Blender. O filme foi lançado em 2010.

Tears os Steel

Depois de três animações, em 2012 chega a vez dos efeitos visuais e atores reais. O intuito do projeto Mango (manga) foi desenvolver as ferramentas de efeitos visuais do Blender. E foi durante esse projeto que o Blender ganhou o Cycles, o Camera Tracking e várias outras ferramentas bastante utilizadas hoje.

Caminandes

Depois do sucesso de Caminandes: Llama Drama, feito por Pablo Vazquez, a Blender Foundation abraçou o projeto fazendo nascer a ideia de produção da parte 2, lançada em 2013 como Caminandes: Gran Dillama.
Que eu saiba este projeto não ganhou nome de fruta :(
Pessoalmente este é o curta que eu mais gosto, tanto da história quanto dos aspectos técnicos (visual, iluminação, animação, trilha, etc).

Projeto Gooseberry (em produção)

O projeto Groselha nasceu com a intenção de ser grande, pois a ideia inicial era produzir o primeiro longa metragem da Blender Foundation, e não mais um curta como estavam acostumados.
Por falta de financiamento tiveram que mudar de direção, e atualmente estão focados em produzir um piloto, que no futuro ainda pode se tornar um longa metragem.
Confira abaixo o Teaser do projeto.

Você pode acompanhar a produção do projeto no blog oficial, e inclusive pode contribuir com o desenvolvimento.

 

Qual deles vocês mais gostou? sinta-se a vontade para postar nos comentários abaixo :)

Você também pode curtir a página no Facebook ou me seguir no Twitter, vejo você lá!

Também veja Produções que usaram o Blender – Parte 2

Comentários

  • Jorge Reinaldo Nascimento Sant

    Na opinião Sintel foi o melhor.
    .

  • Bakawaii

    chorei vendo Sintel T^T Não sabia que dava para fazer animações tão lindas no Blender *O*

    • Eduardo Garcia

      hehehe, esse foi bem triste mesmo.

  • Cristianp Francisco

    O que um mero mortal tem que fazer para conseguir realizar um trabalho que tenha ao menos dez por cento do que foi feito no Sintel?